Archives for Notícias

“Não compre um carro eléctrico, vai arruiná-lo financeiramente”

Vendedores de carros nos países nórdicos parecem estar resistentes ao mercado dos eléctricos.

 De acordo com uma investigação feita a 82 ‘stands’ de carros na Dinamarca, Noruega, Suécia, Islândia e Finlândia, os vendedores de automóveis estão a tentar desmotivar os clientes interessados em carros eléctricos a comprarem um veículo deste tipo.

“Não compre este carro eléctrico, vai arruiná-lo financeiramente”, terá dito um vendedor aos investigadores de acordo com o Digital Trends. Na verdade, os investigadores constataram que em dois terços das suas visitas foram desencorajados a optar por um carro eléctrico em prol de um com motor de combustão. Em outros três quartos das visitas, os investigadores não foram informados que o stand também vendia carros eléctricos.
“Basicamente descobrimos que, contrariamente à sabedoria convencional, que a maioria dos stands de carros não querem vender carros eléctricos, e isto mesmo que custem mais que os veículos comuns. Isto cria uma barreira-chave na adopção [de carros eléctricos] que ainda não foi combatida, e muito menos explorada”, apontou um dos responsáveis pelo estudo, Benjamin Sovacool.(RM /NMinuto)

Ler Mais

Cientistas desenvolvem técnica para detectar mosquitos com o vírus zika

Uma equipa de cientistas desenvolveu uma nova técnica para detectar mosquitos infectados com o vírus zika, que afirma ser 18 vezes mais rápida e 110 vezes mais barata que as técnicas existentes, anunciou hoje a Universidade de Queensland.

“Podemos identificar rapidamente os mosquitos que estão infetadas com o vírus zika para que as autoridades de saúde pública possam tratar as áreas afetadas antes do virus se espalhar para os seres humanos” explicou, em comunicado, a investigadora cientifica Maggy Sikulu-Lord, da Universidade de Queensland, Austrália.
Os cientistas Sikulu-Lord e Jill Fernandes descobriram que a tecnologia Espetroscopia no infravermelho próximo (NIRS) é mais eficiente na deteção do vírus, já que “envolve apenas a projeção de um raio de luz sobre os mosquitos de forma a determinar se estão infetados”, lê-se no comunicado.
Até ao momento, a utilização da tecnologia NIRS tem demonstrado ser bastante eficaz na identificação de mosquitos infetados. Durante um estudo realizado em condições de laboratório no Brasil os resultados obtidos tiveram uma taxa de sucesso entre os 94% e os 99%.
Os investigadores estão agora a analisar o nível de precisão desta ferramenta em condições naturais, no Rio de Janeiro, na esperança que esta técnica possa ajudar a detetar outras doenças transmitidas por mosquitos, como a dengue ou a malária.
A infeção pelo vírus zika transmite-se aos humanos pela picada de um mosquito e tem sido associada a microcefalia (tamanho do cérebro e da cabeça mais pequeno) em fetos e recém-nascidos.
Um surto atingiu em 2015 vários países da América Latina, sobretudo Brasil. (RM /NMinuto)

Ler Mais

Ministério da Ciência e Tecnologia quer promover maior acesso às plataformas digitais

O Ministério da Ciencia e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico-Profissional  vai cooperar com  o Instituto Superior de Gestão, Comércio e Finanças no âmbito do projecto MoRENet-Rede de Educação e Pesquisa de Moçambique.

As duas entidades rubricaram, esta terça-feira, um contrato que visa garantir que os estudantes daquela instituição do ensino superior tenham acesso a plataformas digitais.

O Director Executivo da MoRENet, Lourino Chemane, disse que o país passa a contar com mais de cento e dez instituições do ensino superior ligados à Rede de Educação e Pesquisa de Moçambique, facto que vai contribuir na melhoria da qualidade do ensino superior.( RM)

Ler Mais

Governo introduz sistema electrónico no Registo e Identificação Civil

O Governo vai introduzir um sistema electrónico que vai permitir a implementação do Número Único de Identificação do Cidadão, NUIC.

A inovação consta da proposta de revisão do Código do Registo Civil aprovada, hoje, na generalidade e por consenso, pela Assembleia da República.

O Ministro da Justiça, Assuntos Constitucionais e Religiosos, Isaque Chande, disse que o sistema vai evitar a falsificação de documentos.( RM)

Ler Mais

INCM realiza Brainstorm com vista ao estabelecimento de Centro de Respostas a Incidentes Informáticos em Moçambique e um Centro Nacional de Coordenação

O Instituto Nacional de Comunicações de Moçambique, sito na praça 16 de Junho, bairro da Malanga, ao lado da Toyota de Moçambique,  realiza sábado dia 19 de Maio de 2018 entre as 9 e 11 horas da manhã, um Brainstorm com vista ao estabelecimento de  Centro de Respostas a Incidentes Informáticos (CERT) em Moçambique e um Centro Nacional de Coordenação (CSIRT).
O encontro terá como agenda os seguintes pontos :
1. Apresentação das actividades desenvolvidas pelo grupo CERT-MZ: 
http://www.cert.mz/ (um membro do CERT-MZ)
2. Apresentação da proposta de roadmap para a criação do CSIRT nacional do Governo de Moçambique (INAGE – Sergio Guivala)

3. Apresentação do ponto de situação actual da criação do CERT sectorial dos ISP (Stelio Timane)

4. Apresentação do ponto de situação do grupo de trabalho de cibersegurança da Banca (Sansão Monjane)

5. Debate de estratégia e criação do grupo de trabalho para avançar com a criação do CSIRT

6. Criação do grupo de trabalho, agenda e quick wins.

 
Ler Mais

MCTESTP realiza Cerimónia de Abertura do Curso Básico em Segurança Cibernética

Tem lugar na 6a. feira, dia 18 de Maio corrente, a partir das 14h00, nas instalações do Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (MCTESTP), na cidade de Maputo, a “Cerimónia de Abertura do Curso Básico em Segurança Cibernética”, acção de capacitação que será ministrada por especialistas da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), uma organização social ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) da República Federativa do Brasil.

 O aludido curso em Segurança Cibernética será ministrado em duas modalidades, uma virtual (baseado na plataforma de Ensino a Distância-EAD), que inicia a 18 do mês em curso e decorrerá por 4 semanas e, outra presencial, que durará igualmente 4 semanas (subdividido em 2 semanas para cada um dos grupos de 25 formandos que serão capacitados), cujo início está planificado para 18 de Junho próximo.

 No curso em referência, participarão 50 formandos da área de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) de todo o país, sendo 20 em representação das 10 Direcções Provinciais de Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional (DPCTESTPs) e, 30 em representação de todos os ministérios sediados na cidade do Maputo.

 As formações em apreço enquadram-se na implementação da Lei das Transacções Electrónicas, Lei no. 3/2017, de 9 de Janeiro,no aspecto particular da Segurança Cibernética.

  Espera-se que o presente Curso Básico em Segurança Cibernética, municie os formandos de conhecimentos teóricos e práticos que os torne qualificados para fazerem parte das Equipas de Resposta à Incidentes de Segurança Computacional (CSIRT) sectoriais.

 

Importa frisar, que a Lei das Transacções Electrónicas estabelece os princípios, normas gerais e o regime jurídico das Transacções Electrónicas em geral, do comércio electrónico e do governo electrónico em particular, visando garantir a protecção e utilização das TIC.

 

A formação em apreço é organizada pelo MCTESTP, através da Direcção Nacional de Tecnologias de Informação e Comunicação e Projectos (DINTICP), em coordenação com o Instituto Nacional do Governo Electrónico (INAGE), com apoio da Cooperação Italiana.

Ler Mais

País: Expansão da televisão por satélite para zonas rurais

Os Governos de Moçambique e da China lançam no próximo domingo em Maputo, um programa de cooperação que visa permitir o acesso da televisão por satélite, nas zonas rurais.

A iniciativa, denominada Acesso à TV por Satélite para 10 mil Aldeias Africanas, resulta do compromisso assumido pelo Presidente da China, Xi Jinping, no Fórum de Cooperação China-África 2015.

Em Moçambique, primeiro país da lusofonia a beneficiar do projecto, espera-se abranger quinhentas aldeias.

Entretanto, o Presidente do Comité Permanente da décima terceira Assembleia Popular Nacional da China, Li Zhanshu, inicia amanhã, uma visita de trabalho a Moçambique. ( RM)

Ler Mais

Carlos Mesquita defende a mitigação da insegurança cibernética

O Ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, defende que a mitigação da insegurança cibernética é dever de todos os actores da sociedade.

Carlos Mesquita falava esta quarta-feira, em Maputo, na abertura da 5ª edição da MOZ Tech, feira anual de tecnologias de Moçambique.

Para Mesquita, as notícias sobre o uso abusivo das tecnologias para pôr em causa os processos democráticos e a integridade dos Estados inspiram a adopção de políticas para garantir a segurança cibernética e o aproveitamento racional das tecnologias.

Segundo Carlos Mesquita, apesar dos esforços visando assegurar maior acesso às tecnologias, persistem desafios que devem ser encarados por todos. (RM)

Ler Mais

IBE Capacita Gestores Provinciais

O Director Geral do Instituto de Bolsas de Estudo (IBE), Octávio de Jesus, reafirma o compromisso em continuar a pautar pelo discernimento, isenção, transparência, equilíbrio regional e de género, no processo de atribuição de bolsas de estudo, devendo as mesmas ser geridas com zelo e responsabilidade, assegurando que os profissionais formados sejam verdadeiros empreendedores, capazes de gerar o emprego para si próprios e para os demais compatriotas.

Esta afirmação foi avançada no decurso do 3° Seminário Nacional de Capacitação de Gestores de Bolsas de Estudo em Moçambique, evento que reuniu de 26 a 28 de Fevereiro, na Província de Gaza, Distrito de Bilene, os gestores Provinciais de Bolsas de Estudo e outros intervenientes em matéria de comunicação inter e intra-estrutural e gestão integrada de bolsas de estudo para uma acção de capacitação.

Segundo o Director Geral do IBE, Octávio de Jesus, a atribuição de bolsas de estudo deve continuar a privilegiar a excelência e a qualidade, atraindo jovens com elevada capacidade e sentido de intervenção comprometida com a construção duma sociedade baseada nos ideais da liberdade, responsabilidade, solidariedade e da justiça social.

“O IBE, está consciente da necessidade de fomentar e influenciar a interacção entre os diversos sectores que intervêm directa ou indirectamente na gigantesca, briosa e prestigiante tarefa de formação de quadros para o desenvolvimento multiforme da Pátria moçambicana”, disse Octavio de Jesus.

Ademais, o Programa Quinquenal do Governo 2015-2019, propõe-se a promover um Sistema Educativo inclusivo, eficaz e eficiente que garanta a aquisição das competências requeridas ao nível de conhecimentos, habilidades, gestão e atitudes que respondam às necessidades do desenvolvimento humano.

” Por isso, apelamos aos Gestores, pais e encarregados de educação e todos os intervenientes neste processo, a encorajar os nossos bolseiros a empenharem-se resolutamente nos seus estudos e a optarem por áreas de formação cujos conteúdos contribuam para a criação da riqueza e bem-estar do povo moçambicano”, apelou De Jesus.

Num outro desenvolvimento, o Diretor do IBE explicou que a visão do Governo sobre a formação de quadros, assenta no princípio da expansão, equilíbrio e qualidade na produção de conhecimentos científicos que serão aplicados de forma criativa na resolução de inúmeros problemas de índoles diferentes que desafortunadamente ainda grassam o País.

Ademais, temos a plena consciência de que todas as nossas actividades passam necessariamente, pela planificação, monitoria e avaliação, num processo pedagógico e metodológico de carácter cíclico que permite recolher sistematicamente informações que nos iluminam e nos conduzam aos resultados desejados.

 

“Auguramos que o sistema de atribuição de bolsas de estudo desça até ao Distrito, o polo de desenvolvimento. A disseminação, a divulgação, a socialização, a massificação, sobretudo a popularização das bolsas de estudo é da responsabilidade de todos presentes nesta sala. Para tal, exorta-se a vossa entrega abnegada, pois as tarefas que nos são incumbidas exigem de nós, coragem, zelo, firmeza e responsabilidade”, sublinhou o director.

Num outro desenvolvimento, o dirigente avançou que durante o ano de 2017, o IBE tinha no seu sistema, um total de 4. 429 bolsas de estudo nos diferentes níveis de ensino, dentro e fora do País, dos quais 2. 924, beneficiam de bolsas de estudo a nivel interno e 1 505, frequentam instituições de ensino no exterior.

Dos bolseiros no exterior, um total 1. 113 são financiados pelos fundos do Banco Mundial, através do Projecto de Ensino Superior, Ciência e Tecnologia (HEST).

Importa referir, que o  Instituto de Bolsas de Estudo (IBE) ė uma  instituição tutelada pelo Ministro que superitende a área do Ensino Superior, criado através do Decreto nº 30/2007, de 10 de Agosto, com  a responsabilidade de atribuir, coordenar e gerir as bolsas de estudo para a formação académica e profissional nos diferentes níveis de ensino, tanto dentro como fora do País e, assegurando a materialização das políticas e das prioridades do Governo em cada etapa do desenvolvimento e permitindo que os recursos financeiros disponíveis, sejam racionalizados e adequadamente utilizados na formação do capital humano moçambicano.

Ler Mais